O que é a cirurgia ortognática?

cirurgia-ortognatica-clinica-odontomania

O que é a cirurgia ortognática?

Definição

A definição de cirurgia ortognática vem do latim “orto”, que significa correto, e “gnatos”, que vem de maxilares. Ou seja, significa colocar os maxilares na sua melhor relação, para promover estética facial e uma melhor oclusão (mordida). Estima-se que 25 a 30% da população apresenta algum grau de desarmonia facial e que pelo menos a metade desse total necessita de tratamento.

Trata-se de uma cirurgia funcional, e seu caráter não é estético, porém, ela “ganha” esse foco estético quando você coloca os maxilares no seu adequado posicionamento, fazendo com que a face do individuo mude, muitas vezes, radicalmente para melhor. Não é uma cirurgia isolada, pois faz parte de um tratamento chamado tratamento cirúrgico ortodôntico. Esse tratamento pode ser realizado antes e depois da cirurgia. Em alguns casos, a cirurgia pode ser realizada antes mesmo do tratamento ortodôntico. Isso é chamado de beneficio antecipado e acontece apenas quando os dentes já tem certa engrenagem observada nas análises dos modelos. Caso contrário, deve haver tratamento ortodôntico antes do procedimento.

Indicações

A cirurgia ortognática é indicada para pessoa que possuem uma desarmonia facial, que pode ser mais do que um problema estético. Geralmente, são resultado de um crescimento exagerado ou inadequado de algum dos ossos que envolvem a face, como mandíbula, maxilar, queixo (ou mento), nariz ou malar (a maçã do rosto).

A assimetria facial ocorre nestes casos e essa alteração normalmente começa durante a fase de crescimento e se estabiliza na idade adulta, comprometendo a harmonia e a beleza do rosto. Além da questão estética, essa alteração causa outros problemas que afetam a saúde e o bem estar dos pacientes. A cirurgia ortognática pode prevenir esses problemas futuros, como:

  • Retração da gengiva
  • Desgaste na articulação temporomandibular
  • Artrose da articulação temporomandibular.

De uma forma geral, uma série de problemas do esqueleto maxilo-facial podem ser prevenidos através do procedimento. Inclusive, é um dos tratamentos de escolha nos casos de apneia obstrutiva do sono, quando associado à deformidade dento facial, sendo o índice de sucesso extremamente elevado.

Contra-indicações

Em termos de contraindicação, como em qualquer outra cirurgia, é necessário checar sobre distúrbios sistêmicos que contraindicam uma anestesia geral. A cirurgia ortognática também é contraindicada para pacientes que não vão cooperar com as medidas pós-operatórias, que incluem alimentação restrita, por exemplo, e para pacientes que possuem distúrbio neurológico.

Preparo para a cirurgia

A fase de avaliação e preparação é longa, de cerca de um ano e meio. Durante esse período, o tratamento ortodôntico vai procurar corrigir a mordida e a função mastigatória com o uso de aparelhos ortodônticos convencionais, colaborando com resultados mais rápidos após a cirurgia.

Nenhum comentário

Escreva um comentário.